Comissão de Valores Mobiliários

Você está aqui:

Notícias

Mon Dec 05 17:56:00 BRST 2016

Tecnologias financeiras em debate

Tema abre semana de evento da CVM

As novas tecnologias financeiras estão afetando o mercado de capitais, em especial o regulador, que precisa rever seu modelo conversando e ouvindo fontes de inovação.” Com essa reflexão, o presidente da Comissão de Valores Mobiliários (CVM), Leonardo Pereira, abriu o Fintech Day (5/12), inaugurando a semana de eventos relacionados à educação financeira, promovida pela Autarquia.

 

 

Leonardo Pereira destacou a importância do diálogo diante das mudanças

 

Durante o discurso, Leonardo ressaltou que a CVM tem como tradição ouvir o público para, por exemplo, editar normas. Em relação às tecnologias financeiras, o presidente apontou que a Autarquia tem dialogado com entidades internacionais, além de criar o Fintech Hub - núcleo interno dedicado à discussão do tema. Dividindo a mesa de abertura, o presidente da Israel Securities Authority, Shmuel Hauser, abordou a experiência israelense e os dilemas enfrentados pelo regulador.

 

O evento de hoje é um exemplo do esforço da CVM para entender essas inovações e buscar o equilíbrio do mercado e a proteção do investidor." - Leonardo Pereira, presidente da CVM.

 

Evan Epstein, diretor executivo do Rock Center for Corporate Governance, palestrante da primeira parte do encontro, abordou os desafios da governança corporativa diante das inovações. Segundo ele, as empresas norte-americanas têm resistido à abertura de capital e, quando ocorre, optam por ofertar ações que permitam manter estrutura que reduza a submissão à regulação.

 

Fintech: Visão Geral e tendências

Esse foi o tema da Sessão 1 do Fintech Day. Juan Pablo Pardo-Guerra, do Departamento de Sociologia da Universidade da Califórnia, iniciou o debate mostrando a capacidade dos reguladores de lidar com as inovações, com base em pesquisa realizada com a Securities and Exchange Commission (SEC). Já Ricardo Anhesini, líder da KPMG de serviços financeiros da América Latina e Brasil, apresentou pesquisa focada na expansão das Fintechs e desafios atuais e futuros, relacionando, por exemplo, aos modelos de negócios que estão despontando.

 

Sessão foi moderada por José Alexandre Vasco (ao centro),
superintendente de proteção e orientação aos investidores da CVM
 

Na segunda parte do encontro, Oliver E. Cunningham abordou o uso de Distributed Ledger Technologics (DLTs) no mercado de capitais. O sócio da KPMG Management Consulting apontou aspectos importantes como os benefícios do uso dessas tecnologias e o crescimento recente do interesse em utilizá-la. Em seguida, Felipe Pripas falou sobre sua trajetória pessoal até chegar ao Cubo, projeto do qual é diretor executivo, dedicado a reunir empreendedores, start ups, grandes empresas e universidades, por exemplo, para fomentar a inovação e o empreendedorismo.

Há muitas dimensões relacionadas às tecnologias financeiras, que acabam se confundindo. Então, esse evento me ajudou a situar cada uma delas. Participo do Fintech Hub da Autarquia focando nas questões de riscos e pude compreender quais os aspectos devo prestar mais atenção, além da aplicabilidade de blockchains e DLTs. As palestras foram excelentes”, declarou Wang Horng, chefe de assessoria de análise e pesquisa da CVM.

 

 

Evento reuniu público variado, como profissionais do mercado,
servidores da CVM e universitários
 

Durante mesa redonda, representantes de instituições financeiras e da BM&FBovespa e da Anbima discutiram os impactos das tecnologias financeiras no mercado de capitais. O moderador da mesa, José Carlos Doherty (CEO Anbima), levou à discussão, dentre outros assuntos, o uso de blockchains no âmbito do mercado de valores mobiliários e o papel dos reguladores. Roberto Lee, diretor da Clear Corretora, destacou que o regulador faz o mercado catalisar e, por isso, deve acompanhar de perto essa evolução.

O encontro encerrou com a apresentação de estudos de caso com start ups de Fintechs, como serviço de investimentos automatizado, plataforma de investimento coletivo e consultoria de investimentos online.

 

Até o dia 9/12, serão realizadas a celebração dos 40 anos da CVM (7/12) e demais atividades focadas em pesquisas e no compartilhamento de experiências sobre educação financeira, ciências comportamentais, dentre outros temas.

Confira no Portal CVM, ao longo da semana, e fique por dentro dos debates!

Voltar ao topo