Comissão de Valores Mobiliários

Você está aqui:

Estudos e Pesquisas

Coordenação de Estudos Comportamentais e Pesquisas – COP

A estruturação de uma área voltada a estudos comportamentais e pesquisas decorreu do Planejamento Estratégico da CVM(2013-2023), especialmente dos objetivos de fomentar e desenvolver estudos e pesquisas sobre os fatores que, além da racionalidade estrita, influenciam o comportamento do cidadão, aplicando os resultados na concepção de iniciativas educacionais; e de ampliar os canais de comunicação para ouvir e compreender as necessidades e dar voz às opiniões dos investidores.

Então, por meio da Deliberação CVM 721, a CVM estruturou a COP, no âmbito da Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores (SOI) para identificar insights em ciências sociais e comportamentais que subsidiem a formulação de políticas públicas, principalmente no que diz respeito a ações educacionais, sem descartar, no entanto, a possibilidade de apoio a outros campos de atuação da CVM. A Coordenação também é a responsável por centralizar a avaliação da satisfação dos usuários do Serviço de Atendimento ao Público da CVM, bem como das ações educacionais, incluindo nessas avaliações outras questões de interesse da Autarquia.

Para contatar a COP, envie um e-mail para cop@cvm.gov.br.

 

 

Blog Penso, logo invisto?

Tendo em vista que os estudos sobre tomada de decisão têm demonstrado que as decisões financeiras nem sempre são tão racionais quanto se pode supor, a CVM passou a promover e a estimular estudos sobre comportamento financeiro, no intuito de expandir suas iniciativas educacionais e de contribuir para o aperfeiçoamento da regulação. Através delas, pretendemos atuar de modo mais eficaz no incentivo à formação de poupança e à tomada de decisões financeiras mais informadas.

O Penso, logo invisto? é o blog da Coordenação de Estudos Comportamentais e Pesquisa (COP), da Superintendência de Proteção e Orientação aos Investidores (SOI). Ele foi criado para estabelecer um canal de colaboração com a comunidade acadêmica, divulgando artigos científicos e propondo temas para discussão. A interrogação no título tem o intuito de provocar o debate sobre a racionalidade das decisões financeiras e assim convocar os interessados no tema a contribuírem para a discussão.

Embora o blog tenha sido desenvolvido no âmbito da COP, não podemos deixar de mencionar e agradecer a colaboração de inúmeros parceiros, sem os quais sua realização seria muito mais difícil e certamente menos enriquecedora, em especial os integrantes do Núcleo de Estudos Comportamentais (NEC) da CVM, um comitê consultivo instituído pela Deliberação CVM 720, criado com objetivo de oferecer apoio técnico-científico aos projetos da COP.

Para contatar a administração do blog, acesse a seção Contatos ou envie um e-mail para cop@cvm.gov.br.

 

 

Nucleo de Estudos Comportamentais – NEC

O NEC é um comitê formado por especialistas em ciências sociais e comportamentais convidados pela CVM, atuando de forma voluntária e não remunerada, com o objetivo principal de oferecer reflexões, sugestões, críticas, recomendações e subsídios técnicos, baseadas em evidências e conhecimentos de economia comportamental, neurociências, pedagogia e psicologia econômica, social e cognitiva, entre outros, que contribuam para o aprimoramento da eficiência e efetividade das políticas de educação, incluindo informação e orientação, ao investidor.

Para mais informações sobre o NEC, consulte a Deliberação CVM nº 720/14, e a seção Colaboradores, do blog Penso, logo invisto?.

Para contatar o NEC, envie um e-mail para nec@cvm.gov.br 

 

Projeto Educação Financeira para além do conhecimento

O desenvolvimento do projeto “Educação Financeira para além do conhecimento” está em consonância com o mandato da CVM de estimular a formação de poupança e a sua aplicação em valores mobiliários. Em última instância, visa a aumentar o nível de bem-estar financeiro da população brasileira, já que a constituição de reservas financeiras torna o cidadão mais resiliente a choques financeiros e lhe permite traçar metas e objetivos financeiros.

Além de contribuir para o bem-estar financeiro das famílias, a formação de poupança interna é relevante para o desenvolvimento sustentável do país, pois permite a redução de sua dependência da poupança externa.
Nesse sentido, o projeto “Educação Financeira para além do conhecimento” consiste em intervenção de natureza educacional com a aplicação de “insights” comportamentais e por meio de ações de informação, formação e orientação ao planejamento financeiro, com o objetivo de conscientizar, estimular e apoiar o desenvolvimento de poupança e a promoção do bem-estar financeiro de mulheres chefes de famílias de renda intermediária, incluindo moradoras de comunidades urbanas.
 
O que chamamos de Bem-Estar Financeiro?
 
O conceito de Bem-Estar Financeiro está relacionado a um “retrato” da situação e da habilidade financeira de uma pessoa, quanto aos aspectos de segurança e liberdade de escolha. A escala utilizada para medir o nível de bem-estar financeiro foi criada pelo Consumer Financial Protection Bureau (CFPB), órgão regulador americano. A escala foi traduzida para português e validada por pesquisadores da Universidade Federal do Rio de janeiro - UFRJ, em cooperação com a CVM.
Para conhecer mais sobre a escala, veja o relatório “Financial well-being: the goal of financial education”, do CFPB.
 
Avaliação de Impacto
 
Na esfera das políticas públicas, tem sido cada vez mais importante utilizar uma abordagem inspirada em evidências para formular e avaliar programas e projetos. Construir critérios de análise, compreender a efetividade e avaliar os custos de uma política são parte do planejamento estratégico na formulação das políticas públicas de Educação Financeira fomentada pela CVM. A escala de bem-estar financeiro descrita anteriormente é um dos instrumentos utilizados pela COP para avaliar este e outros programas de Educação Financeira promovidos pela CVM.
 
Na COP há um esforço dirigido para a realização de estudos qualitativos e quantitativos para subsidiar a formulação de indicadores de avaliação de impacto do Programa “Educação Financeira para além do conhecimento” e para compreender os comportamentos econômicos da população estudada. Com essa metodologia, pretende-se propor um produto educacional que esteja congruente com o contexto específico dos indivíduos a serem atingidos.
 
Desse modo, na fase exploratória do programa foram realizadas pesquisas com grupos focais e questionários semiestruturados, além de testes de escalas de construtos psicológicos. Com os subsídios colhidos na fase inicial, além de extensa pesquisa bibliográfica e entrevistas com pesquisadores e gestores de programas similares nacional e internacionalmente, buscou-se montar um planejamento de produtos educacionais aliados às novas tecnologias para facilitar o acesso da população a uma Educação Financeira que leve em consideração não apenas conhecimentos financeiros, mas também aspectos comportamentais que determinam o modo de funcionamento financeiro de indivíduos, famílias e comunidades.
 
Neste sentido, o projeto “Educação Financeira para além do conhecimento” está em fase de construção, em três frentes educacionais:
1)      Produto “Precisamos falar sobre dinheiro”
2)      Mídias Sociais
3)      Aplicativo
 
1) Produto “Precisamos falar sobre dinheiro” – fase de pré-teste
        Inspirados em produtos educacionais e resultados de estudos realizados no âmbito internacional, este produto busca levar a educação financeira de forma lúdica e didática para a população-alvo.
        O produto baseia-se no envio de mensagens pela ferramenta WhatsApp, na forma escrita e oral (gravação) com o mesmo conteúdo educacional. Além das mensagens, está sendo produzido material de apoio para facilitadores de grupos que possam trabalhar com bem-estar financeiro como parte de suas atividades. O material será disponibilizado por meio dos canais eletrônicos da CVM.
        Pretende-se realizar dois estudos controlados randomizados (RCTs) com duas versões do programa:
        Grupo 1: receberá mensagens por WhatsApp e contará com apoio de facilitadores em grupos parceiros dentro das comunidades.
        Grupo 2: receberá somente as mensagens por WhatsApp.
        Lançamento do Piloto na Semana ENEF - Semana Nacional de Educação Financeira (Maio 2018)
 
2) Mídias Sociais – em desenvolvimento
        A exemplo de outras iniciativas internacionais (Sorted - Nova Zelândia, America Saves – EUA e Wijzer in Geldzaken – Países Baixos), a COP pretende estruturar o uso de ferramentas como Facebook, Instagram, blog e outras plataformas online para engajar o público e estimular o acesso a produtos educacionais.
        O Blog da CVM “Penso, logo invisto” já se encontra em operação desde 2014 informando o público sobre pesquisas no âmbito de educação financeira com insights comportamentais.
 
3) Aplicativo – em desenvolvimento
        Aplicativo com funcionalidades e conteúdo adequado ao objetivo de capacitar o usuário para buscar a melhoria de seu bem-estar financeiro e transmitir conhecimentos financeiros para a sua família.
 
 
 

Conferência de Ciências Comportamentais e Educação do Investidor

A CVM organiza anualmente, sempre no mês de dezembro, uma série de atividades e palestras sobre estudos comportamentais e educação financeira. O objetivo é aprofundar a compreensão do comportamento financeiro e divulgar as iniciativas de educação financieras nacionais e internacionais, a fim de aprimorar as ações de proteção e orientação do investidor brasileiro e aprender novas formas de incentivar a formação de poupança no país - que é uma das atribuições da CVM.

Contando com a participação de renomados pesquisadores, de vários países, bem como representantes de órgãos reguladores, empresas e profissionais do mercado que tenham atuação educacional relevante, os encontros proporcionam uma abordagem multidisciplinar, seja nos campos da Psicologia, Economia, Antropologia e Educação, entre outros, assim como o debate sobre estratpegias e políticas públicas inovadoras na área de educação financeira

En 2017, a programação de uma semana incluiu os seguintes eventos:

  • Seminário Brasileiro de Sustentabilidade e Investimento
  • Conferência de Ciências Comportamentais e Educação do Investidor
  • Reunião da Rede Regional da ALC de Rede Internacional de Educação Financeira da OCDE
  • Seminário Regional sobre Novas Tendências em Educação Financeira
  • Força Tarefa G20/OCDE de Proteção Financeira do Consumidor - Seminário de Pesquisa
  • Seminário Brasileiro sobre Fintech - Tecnologia e Inovação no Setor Financeiro

Os eventos acontecem no Rio de Janeiro, cidade onde se localiza a sede da CVM, e o programa completo, com os temas dos painéis e seus componentes, está disponível no site http://www.iecbrazil.com.br/, por meio do qual deve ser feita a inscriçãodo participante, indispensável para a entrada no local. As vagas são limitadas e a inscrição, apesar de gratuita, está condicionada à capacidade do espaço.

Aguardamos sua participação!

Voltar ao topo